Flipzona « COSACNAIFY NA FLIP 2009

Busca
Fale Conosco


Homenagem à Manoel Bandeira

Crônicas Inéditas 2
Crônicas Inéditas 2
Apresentação da Poesia Brasileira
Apresentação da Poesia Brasileira
Macbeth, de Sheakspeare
Macbeth, de Sheakspeare

Mario Bellatin

Flores
Flores
Entrevista

Grégoire Bouillier

O Convidado Supresa
O Convidado Supresa

Angélica Freitas

Rilke Shake
Rilke Shake
Poema inédito

Flip Zona

  1. Paraty recriada em spray

    Quinta-feira, 2 julho, 2009, às 17:18

    Às sete da manhã desta quinta-feira, dia 2, quem andasse pelas ruas de Paraty poderia ver o ilustardor Daniel Kondo tirando fotografias de paralelepípedos, portas e janelas. Estava “pesquisando materiais”, referências fotográficas para a sua oficina na FlipZona.

    O objetivo era demonstrar a técnica utilizada em Surfando na Marquise – livro da coleção Ópera urbana que será lançado em breve pela Cosac Naify e no qual retrata o parque do Ibirapuera – ilustrando  cenários conhecidos de Paraty.

    Daniel começou pintando stencils, grafitando com os cerca de sessenta alunos na medida em que explicava como digitalizar os desenhos e trabalhá-los com outras fotografias em Photoshop (programa de edição de imagens).

    Daniel também falou aos estudantes sobre a diferença entre grafite e pichação e sobre o que caratcteriza um livro ilustrado e um livro de imagens. Como exemplo, mostrou ao público o livro Minhas contas, com ilustrações suas e texto de Luiz Antonio.

    No final da oficina, ele respondeu perguntas e, com os participantes, pintou um painel que fica na entrada do espaço da FlipZona.

    O ilustrador Daniel Kondo orientou jovens a criar cenários de Paraty com tinta e spray. O Jornal Hoje (TV Glogo) registrou tudo.

    O ilustrador Daniel Kondo orientou jovens a criar cenários de Paraty a partir de tinta e spray. O Jornal Hoje (TV Glogo) registrou tudo. Fotos: Andressa Veronesi

    DSC00100

      

    DSC02516

     

    Tags:

  2. Verde maduro

    Quarta-feira, 24 junho, 2009, às 23:26

    Rodrigo Lacerda escreveu, com humor e sutileza, um dos mais instigantes romances de formação para o público juvenil, O Fazedor de Velhos (Cosac Naify, 2008), premiado como melhor livro juvenil pela Fundação Biblioteca Nacional (2008) e pela FNLIJ (2009).

    O jovem estudante de História, Pedro, se aproxima de um misterioso professor e de sua bela afilhada. Como nos melhores retratos de um artista quando jovem, ele descobre que a vida pode não ser tão doce quanto a primeira paixão, e encontra na literatura um caminho para buscar suas respostas.

    Convidado da FlipZona, no bate-papo com o público (sexta-feira, 3/07, às 8h), além de discutir a complexa passagem da adolescência para a vida adulta, Rodrigo conversa sobre sua carreira de escritor. Doutor em Teoria Literária, ele conquistou os prêmios Certas Palavras e Jabuti. É autor ainda de romances como Outra vida (Alfaguara) e Vista do Rio (Cosac Naify).

    Tags:

  3. Nas mãos do Kondo

    Quarta-feira, 24 junho, 2009, às 23:20

    Gaúcho de Passo Fundo (RS), Daniel Kondo, que atualmente mora em São Paulo, começou sua carreira de ilustrador na publicidade. Seu traço alegre e criativo deu vida ao livro-imagem Tchibum!, concebido pelo campeão Gustavo Borges, e a Minhas contas, de Luiz Antonio.

    Em agosto de 2009, lançará pela Cosac Naify Surfando na Marquise, texto de Paulo Bloise, em livro que compõe a coleção Ópera Urbana.

    Partindo deste último trabalho, no qual ilustra o parque Ibirapuera, Daniel ministra uma oficina na programação da FlipZona (quinta-feira, 2/07, às 8h), na qual convida os participantes a recriar a cidade de Paraty em desenhos feitos no computador, com a ajuda de câmera fotográfica, tinta spray e estêncil.

    *

    Minhas contas tematiza a tolerância religiosa ao contar a história de uma amizade abalada pelo preconceito. O livro é uma bonita celebração da cultura africana, tão importante para a formação da identidade brasileira.

    Em Tchibum!, Gustavo Borges, um dos maiores ídolos do esporte brasileiro, incentiva aquele que não deu nem os primeiros passos a arriscar suas primeiras braçadas. Puro cinema para bebês.

    Tags:

  4. Uma cobra (que ama o Sol) e um lobo (que ama a Lua)

    Quarta-feira, 24 junho, 2009, às 23:12

    Sob uma atmosfera de sonho – em um lugar insólito, parado no tempo e no espaço – uma cobra (que ama o Sol) e um lobo (que ama a Lua) protagonizam um embate de formas e cores. Escrito e ilustrado pela artista plástica paulistana Cynthia Cruttenden, Sob o Sol, sob a Lua – já em segunda edição – se inspira em um breve e belo mito do povo Cita.

    No segundo semestre de 2009, Cynthia lançará, pela Cosac Naify, O Cavaleiro Andante.  A autora foi convidada a apresentar uma oficina na FlipZona (quinta-feira, 2/07, às10h), programação paralela à da Flip, na qual repetirá a técnica utilizada no livro, confeccionando carimbos em EVA para ilustrar poemas de Manuel Bandeira, o homenageado da festa.

    Tags:

® COSAC NAIFY Todos os direitos reservados.